Vitor Lippi comemora os novos critérios para concessão do BPC



Benefício do Governo Federal é voltado à idosos e pessoas com deficiência, a matéria foi encaminhada para o Senado

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26) a Medida Provisória 1023/20, que define critérios para a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) a pessoas com renda familiar per capita de até metade de um salário mínimo, a proposta amplia o número de pessoas que poderão receber o benefício daqui pra frente. Agora, a MP será enviada ao Senado.

O deputado federal Vitor Lippi comemorou a iniciativa “vivemos uma crise econômica sem precedentes, muitas pessoas abrem mão de trabalhar para cuidar das pessoas com deficiência da família, então é preciso garantir que a renda mínima chegue a essas pessoas que mais precisam”, afirmou o ex-prefeito de Sorocaba.

O texto original da MP definia como limite a renda familiar per capita inferior a 1/4 do salário mínimo, o que reduzia drasticamente o número de beneficiados.

A expectativa é que o Senado dê urgência a matéria que deve impactar milhões de brasileiros de todos os estados da federação. No mês de janeiro o presidente Jair Bolsonaro havia editado a MP que endurecia o acesso ao benefício, a expectativa é que desta vez haja consenso sobre a Medida Provisória.


Foto: Assessoria