Vitor Lippi é indicado relator da Subcomissão Especial do 5G na Câmara dos Deputados

Sorocabano foi escolhido como relator do colegiado que vai acompanhar a chegada e instalação do 5G no Brasil



O deputado federal Vitor Lippi foi aclamado por unanimidade, na tarde desta quarta-feira, (19), como relator da Subcomissão Especial do 5G no Brasil.

A deputada Perpétua Almeida, que preside a subcomissão escolheu Lippi “por ter uma visão completa das oportunidades do 5G no Brasil, seja na geração de emprego, apoio a indústria, telemedicina, mobilidade e no agronegócio”, comentou a parlamentar representante do Acre. “A tecnologia 5G é a maior revolução da humanidade na próxima década e o Brasil não pode perder a oportunidade de ingressar nessa janela tecnológica, a responsabilidade e o desafio são grandes, mas temos que fazer o melhor trabalho possível”, explicou Vitor Lippi, em seu segundo mandato como deputado federal.

A tecnologia 5G está chegando ao Brasil, o Governo Federal por meio da ANATEL está acertando os últimos detalhes para a convocação de leilão que vai viabilizar a instalação desta tecnologia que vai ampliar a velocidade da internet atual em até 100 vezes. Com o 5G, será possível melhorar o desempenho das indústrias, por meio da IoT (internet das Coisas) e M2M (conexão máquina-máquina), além de ampliar a qualidade da produção no campo, o crescimento da tecnologia dos carros autônomos e outras aplicações.

Vitor Lippi é um dos deputados que tem trabalhado desde 2020 na implantação do 5G no Brasil, é membro titular da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, da Câmara dos Deputados e é visto por governistas e oposição como um nome de consenso, moderado e de vasto conhecimento técnico e político para a discussão da chegada desta nova tecnologia e edição de possíveis leis para adequação ao setor de telecomunicações brasileiro.


Nova Lei de Antenas – O deputado Vitor Lippi é autor de um projeto de lei que está tramitando no Congresso e que tem como objetivo, reduzir o tempo de espera para a implantação de novas antenas celulares no país.

“O Brasil enfrenta uma grande burocracia para a instalação de novas antenas no país, e com o 5G, vamos precisar de pelo menos 5 vezes mais antenas do que temos atualmente. Nossa proposta é limitar o tempo de concessão das licenças para implantação destas infraestruturas, por parte das operadoras, em até 2 meses”, afirmou o deputado de Sorocaba e região.


Foto: Marcelo Thyson