Governo Federal sanciona o novo Pronampe, que passa a ser permanente

A medida, aprovada pela Congresso em maio, faz parte de uma série de agendas para ampliar a política pública de crédito para micro e pequenas empresas





O deputado federal Vitor Lippi celebrou a sanção do presidente Jair Bolsonaro, da Lei que torna o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Pronampe, permanente a partir de agora.

O Pronampe foi criado inicialmente em 2020 para socorrer as empresas que estavam passando dificuldades com a pandemia do coronavírus, e desde o ano passado já destinou mais de R$ 37 bilhões, para mais de 500 mil empreendedores.

"Além da pandemia, outro grave problema é a crise econômica e a redução dos postos de trabalho. Precisamos ajudar os micro e pequenos empresários a continuarem no mercado, cada empresa que se fecham são inúmeras oportunidades de renda que também deixam de existir", explicou Lippi que votou favorável a manutenção do programa.

O Pronampe, aprovado pela maioria do Parlamento, teve apoio do Sebrae, que participou da elaboração do programa e dos critérios de concessão de créditos, destinados aos empresários brasileiros.

Uma preocupação destacada pelo parlamentar é quanto a demora que algumas empresas relatam na hora de acessar os benefícios do programa. “O Pronampe precisa ser acessível para todos, o crédito que vai salvar milhares de empresas e empregos precisa ser rápido e menos burocrático”, alertou Vitor Lippi.

No total, a expectativa para este ano é de que a linha de crédito chegue a um total de até R$ 25 bilhões, e atenda pelo menos 400 mil pessoas jurídicas do país.


Foto: Google